Time  2 days 3 hours 25 minutes

Coordinates 6862

Uploaded May 15, 2015

Recorded May 2015

-
-
4,656 f
2,076 f
0
9.3
19
37.21 mi

Viewed 1320 times, downloaded 42 times

near Santana do Riacho, Minas Gerais (Brazil)

Travessia de nível moderado, realizada em três dias. Parte da usina nos arredores de Santana do Riacho e segue até Lapinha da Serra. De Lapinha em diante é a mesma rota da tradicional travessia Lapinha x Tabuleiro, com ataque ao topo da Cachoeira de Tabuleiro. IMPORTANTE: a parte inicial, de 7,6km a 13,6km é dentro da área da usina, com acesso controlado.

COMO CHEGAR:
A caminhada, tem início na "porteira da usina". Para chegar até lá, de carro, entre à direita no primeiro ponto de ônibus após o Rio Parauninha (ponte de concreto). De ônibus, peça para descer no ponto após a ponte e siga pela estradinha de terra a pé.
Como é uma travessia, tem início e fim em locais diferentes. Indo de carro, é preciso combinar um resgate.

A TRILHA:
1º dia: Santana do Riacho x Lapinha da Serra

Embora o tracklog comece no centro de Santana do Riacho, a caminhada tem início aos 7,6km, na porteira da usina têxtil. Passamos por trás de uma espécie de casa de máquinas e começamos uma subida acompanhando o aqueduto. Ao interceptarmos a estradinha, continuamos a caminhar por ela. Aos 9,5km passamos por uma bifurcação, o caminho da esquerda leva ao poço de uma cachoeira do Córrego Riachinho. Continuamos pela estradinha, 300 metros depois uma pequena saída da estrada dá o visual de uma bela cachoeira. Ao final da estrada continuamos a subida por um trecho bem íngreme e sem trilhas demarcadas, totalizando 4km de subidas ininterruptas, desde a "casa de máquinas". Ao final da subida, o ponto mais alto do primeiro dia, interceptamos uma trilha batida que vai em direção à barragem.

Para cruzar o dique é preciso ter autorização da usina têxtil, caso contrário o barrageiro não libera a passagem. Aparentemente ele está sempre por lá. Cruzamos o dique e seguimos por uma trilha suja em meio ao cerrado até as proximidades da Lapinha, onde começa uma estradinha de terra. A parte final do primeiro dia é praticamente plana, sem muita variação altimétrica. É preciso ter atenção nos charcos formados nos arredores da represa.

É possível evitar o ponto "charco", basta continuar pela trilha marcada sentido norte-noroeste. A trilha margeia a área úmida e passa por um capão de mata, reencontrando o trecho que fizemos mais adiante.

O pouso que fizemos na Lapinha foi na casa da Dona Naná, local mais afastado do centro do vilarejo. No 1º dia caminhamos 13,7km.

2º dia: Lapinha x Seu Zé & Dona Maria
Saindo da Dona Naná, o trajeto é o mesmo da travessia tradicional, com trilha bem demarcada em sua totalidade. Com a Lagoa da Lapinha cheia, foi preciso tirar botas e calças para cruzar um trecho após a ponte de concreto. Fizemos a tradicional subida da capela, passamos pelo cruzeiro e fizemos a para de almoço no Rio Parauninha. De lá seguimos direto para casa do Seu Zé d'Olinta, onde chegamos no fim da tarde. Neste dia caminhamos 23km.

3º dia: Seu Zé x Tabuleiro + ataque ao topo da cachoeira
Saindo cedo do Seu Zé, por volta das 7h30, fizemos um ataque à Cachoeira do Tabuleiro. São 4,9km da casa até a entrada do Cânion do Ribeirão do Campo. A volta da cachoeira foi pela mesma trilha até encontrar a trilha que vem da parte baixa, atalhamos por ela, para não ter que voltar ao Seu Zé.
No ponto 53,9km do tracklog saímos da rota tradicional e seguimos por um trilho de vaca, na tentativa de encontrar um mirante para a cachoeira. Como não encontramos nada e a trilha termina em um barranco, tivemos que varar um pouco de mato até reencontrar o trilho principal.
Não passamos pela sede do parque municipal de Tabuleiro, pegando o atalho direto para o centro do vilarejo. Neste dia caminhamos 16,3km.

CONSIDERAÇÕES:

- Trilha de baixa dificuldade ténica, mas que exige um bom condicionamento físico pela distância a ser percorrida, 53km no total.

- Boa disponibilidade de água pelo caminho;

- Como a trilha faz parte de um trabalho de campo universitário, não carregamos cargueiras, somente mochilas de ataque. Mulas levaram o equipamento de camping;

- Somente o 1º dia possui caminhos menos frequentados, os dois últimos dias são pela rota tradicional da travessia, com trilhas que mais parecem estradas, de fácil orientação;

- É possível encomendar um bom rango na casa da Dona Naná e no Seu Zé. Infelizmente não tenho o contato deles;

- Mais detalhes sobre a trilha no link abaixo.

View more external

River

CÂNION RIBEIRÃO DO CAMPO

É possível descer por dentro do cânion até o despenco da cachoeira do Tabuleiro. Vista incrível. Muita atenção com o tempo a montante. Cabeça d'água pode fatal. Observar possíveis "saídas de emergência".
Provisioning

TABULEIRO

Centro do distrito e fim da travessia.
Provisioning

SANTANA DO RIACHO

Centro do município
Risk

PORTEIRA USINA

Entrada com autorização
Waterfall

CACHOEIRA

Poço e queda à esquerda da trilha.
Dead-end street

FIM DA ESTRADA

Início efetivo da trilha
Information

CHARCO

Atoleiro inevitável. Recomendável tirar as botas antes de passar (a perna pode afundar até a coxa).
Provisioning

LAPINHA DA SERRA

Povoado do município de Santana do Riacho
Camping

CASA DONA NANÁ

River

CÓRREGO LAJEADO

Córrego que forma a cachoeira do Lajeado a jusante.

Comments

    You can or this trail