Time  5 hours 56 minutes

Coordinates 1519

Uploaded November 4, 2018

Recorded November 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
4,242 f
1,114 f
0
2.8
5.5
11.0 mi

Viewed 453 times, downloaded 18 times

near Covelas, Viseu (Portugal)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

TRAVESSIA DO VALE À SERRA (MONTEMURO - GRALHEIRA)

Voltamos, uma vez mais, ao Concelho de Cinfães para calcorrear alguns dos seus percursos pedestres sinalizados, o almoço (tardio) foi no já habitual restaurante Recanto dos Carvalhos na aldeia da Gralheira.

A Serra de Montemuro é a oitava maior elevação de Portugal Continental, com 1382 metros de altitude. Toda a serra tem bastante relevo e é íngreme praticamente de todos os lados. A serra é povoada até cerca dos 1.100 metros de altitude, as aldeias encontram-se espalhadas por toda a serra, mas quase sempre perto de cursos de água, como o rio Bestança que a divide na direcção Sul-Norte. A Serra de Montemuro, faz parte da rede natura 2000. Está classificada como BIÓTOPO CORINE, com designação de Serra do Montemuro/Bigorne.

Juntando alguns caminhos da rede de percursos de Cinfães, a proposta consistiu numa travessia desde o Vale do Bestança até à parte mais alta da Serra de Montemuro, mais precisamente Aldeia da Gralheira, sede da freguesia mais alta de Portugal (1103 metros). A maior parte do percurso é feito por caminhos antigos e cruza o Rio Bestança algumas vezes o que confere indiscutivelmente o toque sublime de beleza e tranquilidade à travessia, oferecendo-nos, a cada passo, paisagens verdadeiramente paradisíacas…

Iniciamos o trilho na Aldeia de Covelas, junto à sua Igreja, seguimos o PR1-Caminho do Prado em direção ao Vale do Rio Bestança e à intersecção com o PR2-Rota do Vale que seguimos até à Aldeia da Chã. Chã é uma pequena aldeia, atualmente pouco povoada, mas com grande valor histórico. Nela existiu, em tempos, uma torre mandada construir por Geraldo Geraldes, o Sem Pavor, quando aqui se refugiou, desavindo com D. Afonso Henriques, por este ter morto em desafio um valido seu. O mesmo Geraldo Geraldes também construiu o Castelo de Chã, que posteriormente viria a ser o solar dos Pintos de Riba -Bestança. Segundo alguns documentos, Chã é a aldeia mais antiga, povoada no tempo dos Godos. Foi nesta altura que construíram a Coroa de Aldeia. No sítio da Torre de Chã existe atualmente uma Capela construída em 1671.

O percurso continua por caminho empedrado que sobe progressivamente até à Aldeia de Soutelo e daqui segue para a Aldeia de Tendais, passando pela Ponte de Soutelo sobre o Rio Bestança. Trata-se de uma ponte em maciços blocos de granito, que une as duas margens do Rio Bestança numa das rotas mais importantes para a região: entre Soutelo e o lugar da Granja. Esta antiga via que servia os que, vindos da zona de Castro Daire, desciam a Serra do Montemuro em direção a Porto Antigo, tem vindo a ser interpretada como parte integrante de um importantíssimo itinerário romano entre duas capitais provinciais: Emérita Augusta (Mérida), e Bracara Augusta (Braga). Mesmo sem registos exatos, é considerada uma obra com caraterísticas medievais. Curiosamente, a única sobre o rio Bestança. Com arco de volta perfeita com cerca de 9m de diâmetro; apresenta tabuleiro de cavalete com 2,5m de largura (face interior), piso lajeado com blocos e lajes de grandes dimensões, e guardas de ambos os lados, formadas por blocos e lajes de talhe grosseiro, dispostas segundo o lado maior. Os elementos em falta, sobretudo pela erosão, têm vindo a ser reparados, por vezes pelos próprios utilizadores, com técnicas algo pitorescas e rudimentares.

Já na entrada da aldeia de Tendais optamos por atalhar o PR2, não passando no centro da ladeia, seguimos à esquerda e alguns metros à frente voltamos ao PR2, o caminho que passa sobre a encosta da Aldeia da Granja. Pouco depois estávamos na intersecção com o PR4-Encosta da Serra que seguimos pela direita em direção à aldeia de Alhões, cruzando uma vez mais o Rio Bestança por uma pequena ponte de pedra. Já na Aldeia, seguimos o PR4 por entre o casario até a intersecção com o PR5-Caminhos das Portas que segue, por alguns metros, em conjunto com o PR4. Alhões é a freguesia mais populosa do concelho de Cinfães, e é possuidora de uma inegável beleza, situa-se na vertente Norte da Serra do Montemuro, a mais de mil metros de altitude, a curta distância das Portas do Montemuro, local carismático do concelho. Os penedos de granito são uma das características da pacata freguesia. A agricultura é a principal atividade da freguesia e a pastorícia assume um papel preponderante na localidade. Os pastores saem para o pasto com os rebanhos após o toque do sino da Igreja. Tradições que se mantêm e que marcam a freguesia.

Saímos da aldeia em direção à Gralheira, deixamos os PR4 e PR5 e seguimos por um caminho antigo que vai ficando cada vez mais estreito e com vegetação, mas ainda transitável… que desemboca já na zona mais alta da serra. Agora resta-nos um pouco de corta mato que, nesta altura do ano, apresenta vegetação essencialmente rasteira sendo de fácil progressão, até ao Parque Eólico no ponto mais alto da serra. Aqui chegados seguimos pelo amplo estradão que desce à Aldeia da Gralheira, atravessamos a estrada EN1030 em direção ao núcleo da aldeia, passamos pela igreja e terminamos na degustação de um “Cozido à maneira da aldeia” no Restaurante Recanto dos Carvalhos.

O regresso à Aldeia de Covelas foi realizado em Mini-autocarro de 15 lugares.

IMPORTANTE
Este percurso inclui uma ligação a “corta-mato” entre a Aldeia de Alhões e o Parque Eólico que, nesta altura do ano, apresenta vegetação essencialmente rasteira sendo de fácil progressão. Alertamos que noutras alturas do ano a vegetação poderá ter outro aspeto que comprometa a progressão no terreno.

DESCRIÇÃO OFICIAL DOS PERCURSOS
Breve descrição dos percursos marcados no concelho de Cinfães e que foram usados em parte nesta Travessia do Vale à Serra. Fonte: https://turismo.cm-cinfaes.pt

PR1 - Caminho do Prado

Foto: https://turismo.cm-cinfaes.pt

Este é um percurso circular que se desenvolve no Vale do Bestança ao longo das margens do rio e que passa pelas localidades de Vila de Muros, Covelas e Vale Verde.
Tem início no Largo da Nogueira, em Vila de Muros, segue em direção à ponte Romana de Covelas, atravessando o rio Bestança para a margem direita e sobe à aldeia de Covelas por uma calçada antiga.
Volta, novamente, a cruzar o rio por uma ponte de cimento e chega a uma zona conhecida por Prado.
Depois, sobe por uma antiga calçada até Vale Verde, onde continua por asfalto até Vila de Muros.

PR2 - Rota do Vale

Foto: https://turismo.cm-cinfaes.pt

A Rota do Vale é um percurso linear, com duas portas de entrada, que pode ser iniciado no Largo da Nogueira , na aldeia de Vila de Muros, ou nas Portas de Montemuro, junto da capela das Portas.
Desenrola-se num dos vales mais bonitos de Portugal, o Vale de Bestança, e ao longo de um dos rios mais limpos da Europa - o rio Bestança.
Este percurso conduz-nos por locais de elevado interesse paisagístico, cultural e arquitetónico, tais como: o Prado do Bestança; Ribeira de Tendais; Rio Bestança; Ponte de Soutelo; Eira Comunitária do Bustelo; Serra de Montemuro; Capela e Muralha das Portas de Montemuro.

PR4 - Encosta da Serra

Foto: https://turismo.cm-cinfaes.pt

Este percurso pedestre tem início e fim junto à eira da Laje, em Bustelo, uma aldeia tradicionalmente serrana.
Passa na eira grande, uma lage de granito de grandes dimensões que se destaca no meio dos socalcos e prossegue no trilho para sul, que o leva até a povoação de Alhões contornando as estreitas ruas deste lugar.
Continua depois para Oeste, em direção ao vale do rio Bestança por antigas calçadas e trilhos. Depois de passar o rio Bestança duas vezes, sobe uma última vez até chegar novamente à povoação de Bustelo.

PR5 - Caminhos das Portas

Foto: https://turismo.cm-cinfaes.pt

Percurso circular com início e fim no parque de lazer de Alhões. Inicia-se pela estrada de asfalto, virando logo à esquerda por uma estrada de terra batida que em seguida começa a ser murada.
Chega a uma antiga calçada que atravessa várias linhas de água onde o percurso segue pela direita.
Continua em direção ao planalto, segue por um trilho entre muros até ao cruzamento onde o percurso prossegue pela direita até Alhões.
Atravessa toda a aldeia, cruza a estrada de asfalto entrando numa outra calçada, até ao parque de lazer.


TRILHAS JÁ REALIZADAS POR ESTES LADOS…
SERRA DE MONTEMURO (VILA DE MUROS, CINFÃES)
ROTA DA GRALHEIRA (GRALHEIRA-COTELO-PRETAROUCA-DORNAS-FEIRÃO-TALHADA-PANCHORRA-GRALHEIRA)
ROTA DA PRINCESA DA SERRA (GRALHEIRA, CINFÃES)
VALE DE AVELOSO DESDE BUSTELO
POR TRILHOS DO BESTANÇA (PR1-CAMINHO DO PRADO E PR2-ROTA DO VALE)
ENCOSTA DA SERRA DE MONTEMURO



Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes

2 comments

  • Photo of Alberto M Vasconcelos

    Alberto M Vasconcelos Feb 25, 2019

    I have followed this trail  verified  View more

    Muito bom.

  • Photo of Caminhantes

    Caminhantes Feb 26, 2019

    Olá Alberto M Vasconcelos
    Obrigado pelo comentário e avaliação da trilha.
    Boas caminhadas!

You can or this trail