Time  5 hours 43 minutes

Coordinates 1884

Uploaded February 19, 2018

Recorded February 2018

-
-
1,859 f
1,151 f
0
2.1
4.2
8.38 mi

Viewed 868 times, downloaded 54 times

near Bajouco, Santarém (Portugal)

Com início junto às pias naturais na localidade de Bajouco, iniciamos este PR5, que se pauta por belas paisagens que se descobrem por caminhos tradicionais e por carreteiros que nos levam em direcção ao alto da serra, a que lhe acrescentamos dois pequenos desvios que não o tornam por si só muito mais extenso mas acrescentam um pouco mais de interesse, embora à custa de um pequeno acréscimo no grau de dificuldade.

O contacto com os testemunhos da ruralidade estão bastante presentes e logo depois de transpor a parte urbana da localidade vizinha, quando percorremos os caminhos que ladeiam os muros de pedra solta, quase que assistíamos ao nascimento de um vitelo.

No ponto mais alto da serra podemos contemplar o polje de Mira-Minde e dar largas à vista para os diversos quadrantes, podendo ter a sorte de acompanhar o voo dos pilotos de parapente que levantam da “pista” junto ao miradouro e do parque de merendas, local de passagem deste PR5.

A ida ao Algar ou Lapa da Cerejeira foi ocasional, motivados pela busca de uma "geocache", pelo que o caminho mais indicado para chegar a esta cavidade é o que fizemos no regresso para retomar o traçado do PR5. Se optar por fazer todo o caminho que leva a esta lapa, não terá dificuldade de maior, mas não se deve desviar muito, porque está a passar perto do topo da cavidade (algar), devendo-se por isso de ter o máximo de cuidado e levar os bastões (o solo na pequena descida para entrar na lapa é barrento, sendo bastante escorregadio com humidade).

Igual cuidado se deverá ter na descida e subida às grutas naturais, parecidas com as buracas do Casmilo (serra de Sicó) e que se situam nas escarpas da serra de Aire, conhecidas por “Ventas do Diabo” ou “Penas do Mindinho”, recomendando-se também aqui o uso dos bastões.

Obs:
No km 6,4, o PR desvia abruptamente para baixo, em direção a Chousos, não tomando a configuração do mapa do percurso que retiramos da página eletrónica da Câmara de Alcanena, pelo que optamos por seguir pelo caminho "errado" (marca do X) seguindo a sinalética do traçado de BTT, rumando ao alto da serra no sentido de Mira de Aire, por um carreteiro que mais adiante apanha de novo o traçado com a marcação do PR5. Esta opção foi uma boa escolha, até porque este caminho foge do estradão e é muito mais natural (será que alteraram o traçado original neste ponto do percurso?).
Formação típica de relevos cársticos,
... na companhia de uma ovelha.
Depressão que há muito não é preenchida pelas águas drenadas na periferia do maciço pelas nascentes dos rios Alviela e Almonda.
Grutas naturais.
O sentido do percurso neste ponto não é coincidente com o mapa do trilho que levamos, pelo que seguimos propositadamente pelo caminho errado (X), e não nos arrependemos. Acompanhe a sinalética do BTT , subindo a serra no sentido de Mira de Aire e mais adiante irá encontrar de novo as marcas de pequena rota do PR5.
Construção em pedra calcária sobreposta e que serve de abrigo aos pastores.

Comments

    You can or this trail