-
-
3,191 f
2,817 f
0
2.9
5.7
11.45 mi

Viewed 430 times, downloaded 2 times

near Achada do Marquês, Madeira (Portugal)

ficha técnica:
Percurso: levada do caldeirao verde
Local:
Partida/Chegada: Parque Florestal das Queimadas
Âmbito: Cultural, Paisagístico
Tipo de percurso: Pequena rota, circular
Sinalização: media
Pontos de agua: 0
Distancia percorrida: 18 km
Duração do percurso: 5/6 h
Grau de dificuldade: media
Exposição Solar: media
Pontos de Interesse: Levada, Lagoa, Cascata, Aves, Laurissilva, Túnel, Abismo, Flora endémica

Este trilho percorre a esplanada da levada do Caldeirão Verde numa altitude dos 990m no Concelho de Santana. Este percurso tem início e fim no Parque Florestal das Queimadas, numa extensão de 6,5 Km (+ 6,5Km de regresso), numa duração de 5h 30m (ida e regresso).

No Parque Florestal das Queimadas encontra-se a Casa de Abrigo das Queimadas, que mantém as características originais das Casas Tipícas de Santana, apresentando telhado em colmo.
Neste Parque existem espécies vegetais arbóreas algumas exóticas realçando exemplares de criptoméria elegante (Cryptomeria japonica) e de faia europeia ( Fagus sylvatica); e outras indígenas como o cedro da Madeira (Juniperus cedrus), o til (Ocotea foetens), o pau Branco (Picconia excelsa), urze (Erica platycodon subsp. maderincola), folhado (Clethra arborea), uveira da serra (Vaccinium padifolium).

Ao iniciar o percurso logo é encontrada a esplanada da levada do Caldeirão Verde. Esta levada, é uma impressionante obra de arte construída no século XVIII, tem início no leito principal da Ribeira do Caldeirão Verde e atravessa por abruptas escarpas e montanhas, transportando a água que escorre das mais altas montanhas da ilha da Madeira, para o regadio dos terrenos agrícolas da freguesia do Faial. Esta levada constitui uma importante via no interior do vale profundo da Ribeira de São Jorge oferecendo ao caminhante uma vertiginosa e espectacular visão da orografia do interior da ilha e a possibilidade de passar por túneis escavados na rocha pelo Homem.

Ao longo do percurso são observadas espécies vegetais pertencentes à Floresta Laurissilva do Til e do Vinhático destacando-se o til (Ocotea foetens), o loureiro (Laurus novocanariensis), o folhado (Clethra arborea), o sanguinho (Rhamnus glandulosa), o perado (Ilex perado), leituga (Sonchus fruticosus), o aderno (Heberdenia excelsa), a corriola (Convolvulus massonii), sabugueiro (Sambucus lanceolata), piorno (Teline madeirensis), o isoplexis (Isoplexis sceptrum) e o alegra–campo (Semele androgyna). Para além destas espécies podem ser observadas com grande frequência as urzes das vassouras e molar (Erica platycodon subsp. maderincola e Erica arborea) e a uveira da serra (Vaccinium padifolium).

Neste percurso também podem ser observadas espécies de avifauna indígena destacando-se o tentilhão (Fringilla coelebs), o bisbis (Regulus ignicapillus madeirensis), o Pombo Trocaz (Columba trocaz trocaz), a Lavadeira (Motacilla cinerea schmitzi) e a manta (Buteo buteo harteti).

Ainda no início do percurso pode ser avistado um pequeno aglomerado populacional, trata-se da Achada do marques, sítio contemplado com o estatuto de Paisagem Protegida caracterizado pelos tradicionais poios agrícolas e antigos palheiros de pedra.

Depois de passar pelos 4 túneis existentes ao longo do percurso, o Caldeirão Verde surge à esquerda da levada e para lá chegar, basta subir alguns metros pelo leito do ribeiro. Para passar estes túneis, uns mais extensos do que outros, é necessário atenção pois o piso é escorregadio.
O lago do Caldeirão Verde é formado pela água que se projeta verticalmente do leito do Ribeiro do Caldeirão Verde a uma altura de aproximadamente 100m.
Depois de repousar um pouco e apreciar a paisagem natural envolvente e a espetacular cascata, é tempo de regressar percorrer o mesmo trilho até ao Parque Florestal das Queimadas.
IMPORTANTE

Recomendações a considerar em caminhadas
Prestar atenção a dificuldade do percurso indicado. Alguns dos percursos apresentados como pequena rota (PR) como os de grande rota (GR) podem ter alguma dificuldade, ou grandes desníveis, terreno irregulares e rochoso, ou porque ainda inclui etapas perigosas ou difíceis.

Nunca faça percursos sozinho, mas sim de preferência em grupo. Antes de iniciar o percurso avise no seu local de alojamento, em abrigos ou familiares, o itinerário e a hora prevista da viagem. pode deixar, ainda, uma nota sobre o assunto no painel do seu carro, visível do exterior.

Leve roupas adequadas as condições atmosféricas e uma protecção da chuva, pode ser surpreendido a qualquer momento.
Use calcado para caminhadas ou montanhismo (trekking/mountaineering)
No inverno, usando roupas adequadas para ambientes frios.

Leve agua necessária para as condições atmosféricas ja que no verão e no outono poderá falhar. Além disso, a água podera não ser tratada mesmo nas aldeias.
É conveniente levar pastilhas desinfectantes para o caso de falhar a agua que levou.

O nevoeiro e pior inimigo nas montanhas, onde o nevoeiro aparecer subitamente.
Mesmo que conheça a área é melhor procurar um abrigo/refúgio antes que perca a visibilidade.
Em caso de se perder, é melhor procurar um abrigo/refugio mais próximo e esperar por salvamento.
A cobertura telefónica móvel na montanha poderá ser limitada ou mesmo inexistente.



**************************************************************************************

Ter em especial atenção no inverno:
Atenção as marcas de tinta,no inverno a neve pode esconder as marcas
A neve pode bloquear a passagem, especialmente em zonas altas
Com nevoeiro não faça o percurso
Leve agua necessária para as condições atmosféricas
Use calcado para caminhadas ou montanhismo (trekking/mountaineering)


IMPORTANT

Recommendations to consider in hiking
Watch the difficulty of the indicated route. Some of the routes presented as short route (PR) as a major route of the (GR) may have some difficulty, or

large gaps, uneven and rocky terrain, or because even includes dangerous or difficult steps.

Never paths alone, but preferably in groups. Before starting the route advise at their place of accommodation, in shelters or family, the itinerary and time

planned the trip. You can leave also a note about it in your car's dashboard, visible from the outside.

Take appropriate clothing atmospheric conditions and a rain protection, may be surprised at any time.
Use trampled for hiking or mountain climbing (trekking / mountaineering)
In winter, wearing appropriate clothing for cold environments.

Take the water needed to atmospheric conditions already in the summer and fall may fail. In addition, the water can not be treated in the same villages.
It should take disinfectant tablets for the case of loss of water it took.

The fog and worst enemy in the mountains where the fog suddenly appear.
Even if you know the area is better to seek a shelter / refuge before you lose visibility.
In case you get lost, it is best to seek a shelter / nearest refuge and wait for rescue.
Mobile phone coverage on the mountain may be limited or even nonexistent.



************************************************** ************************************

Pay particular attention in winter:
Attention ink marks in the winter snow can hide marks
Snow can block the passage, especially in high areas
With fog did not make the route
Take the water needed to weather conditions
Use trampled for hiking or mountain climbing (trekking / mountaineering)

Comments

    You can or this trail