-
-
2,041 f
947 f
0
1.8
3.6
7.26 mi

Viewed 38 times, downloaded 2 times

near Soajo, Viana do Castelo (Portugal)

O Soajo, uma das mais típicas aldeias portuguesas, pertence ao concelho de Arcos de Valdevez e situa-se numa das vertentes da serra da Peneda, inserida no Parque Nacional da Peneda-Gerês.
A aldeia foi vila e sede de concelho entre 1514 e meados do século XIX mas, a sua história, começa muito antes, como o comprovam o Santuário Rupestre do Gião, na serra do Soajo, e as inúmeras antas e mamoas que existem nesta zona.
Possui um grandioso conjunto de espigueiros (classificados como imóvel de interesse público) erigidos sobre uma gigantesca laje granítica e que, ainda hoje, são utilizados para secar o milho, pelas gentes da terra. Enquanto caminha pelas ruas pavimentadas com lajes de granito repare nas casas típicas construídas no mesmo material. Aprecie a Casa da Câmara, a Casa do Enes, a Igreja Paroquial de São Martinho do Soajo, o moinho em ruínas e o pelourinho. Atente na calçada medieval que proporciona uma vista panorâmica da aldeia. As inúmeras casas de turismo aqui existentes nasceram da recuperação de edifícios antigos. São espaços muito bem restaurados que mantiveram a traça tradicional e que proporcionam estadias confortáveis em pleno Parque da Peneda-Gerês.
Breve descrição, sobre este belo trilho do Soajo
Este percurso pedestre explora diversos locais relacionados com o cultivo do milho (e do vinho) e a feitura do pão, essencial à alimentação das gentes de Soajo. Percorre também muitos dos caminhos que as levavam em procissão, romaria ou simples passeio a locais de culto como o Senhor da Paz, a Senhora da Peneda, S. Bento do Cando e, até, a Santiago de Compostela.
Por estes caminhos fazia-se ainda o pastoreio e transumância do gado, adaptando o dia a dia das gentes aos recursos de cada época do ano.
O que são as brandas?
As brandas podem ser brandas de cultivo ou brandas de gado e localizam-se no planalto ou em chãs de altitude. São núcleos habitacionais temporários cujos terrenos são usados para a agricultura ou alimentação do gado, durante a primavera/ verão, quando essas áreas de montanha apresentam condições mais favoráveis a essas atividades humanas. Em contraposição às brandas surgem as inverneiras - núcleos habitacionais onde as populações passam o outono e inverno (daí o nome). Presentemente, nessa transumância imposta pelas condições agrestes do meio, nas aldeias que ainda mantém essa migração, as populações apenas transportam consigo o gado e alguns haveres.

Comments

    You can or this trail