Time  one day 6 hours 8 minutes

Coordinates 2058

Uploaded August 7, 2016

Recorded August 2016

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
3,209 f
23 f
0
3.5
6.9
13.83 mi

Viewed 4521 times, downloaded 258 times

near Três Barras, Santa Catarina (Brazil)

Acampamento no Monte Crista com acesso as Cachoeiras do Rio Três Barras, com marcação de algumas áreas de Acampamento da região.

O Monte Crista está situado no Município de Garuva com aproximadamente 927 metros acima do nível do mar. Do alto de seu cume tem-se a visão da Mata Atlântica, onde correm o rio Três Barras e o rio Crista - com suas cascatas e pequenos lagos.
O Monte Crista é a montanha mais popular da região de Joinville em Santa Catarina.
Seu acesso se dá por uma trilha histórica calçada com pedras, um vestígio do caminho dos Ambrósios, um dos caminhos coloniais utilizados para cruzar a Serra do Mar desde Curitiba até a Baia da Babitonga (e vice-e-versa). Segundo alguns estudos, este caminho foi aberto no ano de 1762 e foi utilizado pelo espanhol Francisco Cabeza de Vaca, o qual realizou uma travessia por terra de Asunción (Paraguai) até o Oceano Atlântico no século XVI, tendo descoberto as Cataratas do Iguaçu. Acredita-se que o trajeto percorrido pelo Caminho dos Ambrósios foi aberto seguindo um roteiro ainda mais antigo, um ramal do Caminho de Peabiru, o qual alguns pesquisadores acreditam que percorre mais de 3 mil km até a cidade de Cusco, no Peru. O Peabiru foi percorrido por indígenas, bandeirantes e jesuítas nos períodos de colonização.
A trilha começa praticamente no nível do mar, atravessando uma floresta úmida e densa, que perde sua opulência com o ganho de altitude, chegando na região do cume aonde predominam campos.
Próximo ao cume do Monte Crista existem algumas rochas posicionadas de tal forma que lembram a figura de um homem sentado (Guardião), o qual alguns acreditam ser um indicativo ligado ao caminho histórico que percorre a montanha.

Ao acampar lembre-se: As fogueiras são proibidas em locais ambientalmente protegidos. A atividade enfraquece o solo e representa uma das grandes causas de incêndios florestais. Ao cozinhar utilize fogareiro, para iluminação use lanterna e para se aquecer, basta ter a roupa adequada ao clima do local que se está visitando.
Evite desmoronamentos ao entrar e sair de rios, e também não jogue nada neles; Não entre acompanhado de animais de estimação.
Muita atenção ao horário de retorno (variável de acordo com a estação), leve SEMPRE lanterna e baterias sobressalentes; Lembre-se: em ambientes naturais há riscos de diversos acidentes e a fadiga pode favorecê-los. Ao atravessar ou banhar-se em rios e cachoeiras tenha consciência que os mesmos podem subir repentinamente. Isso pode gerar situações perigosas, ilhando ou até arrastando as pessoas.
NUNCA deixe nenhuma forma de lixo nas trilhas, recolha o lixo que encontrar se for possível.


Deixamos o carro no Estacionamento Monte Crista, com o Sr. Ari, a taxa da diária do veículo é de R$ 10,00 e a taxa travessia da ponte ida e volta R$ 3,00. O caminho é bem aberto com algumas bifurcações pelo caminho, recomenda-se conhecer a região ou te auxílio de um mapa. Logo no início tem a travessia do Rio Crista onde deve se atravessar um rio cuja profundidade varia muito conforme as chuvas na região, sendo algumas vezes impossível realizar a sua travessia. Na região da clareira descansamos e fomos nos banhar na cachoeira ali próxima na trilha de acesso a direita
No meio da subida ainda há um mirante (sobre uma rocha), onde é possível ter uma bela vista de Joinville, São Francisco do Sul e região. A subida é facilitada por três "grampos" presos na pedra. Foi realizado a ascensão ao Monte Crista, até a região próxima do "guardião", ali próximo dos acampamentos, escondemos as cargueiras e seguimos de ataque até cachoeira seguindo uma trilha bem demarcada a esquerda.
A descida na parte do rio é de forte inclinação e exige cuidado redobrado com escorregões. Para ter acesso as cachoeira daquela região o aceso se faz por rochas e uma pequena trilha lateral a direita. Tenha atenção no verão com possíveis cabeças d´água no local, conforme existem alguns relatos. O local é lindíssimo com um belo local de banho e contemplação.
Retornamos as cargueiras e seguimos até o guardião e posteriormente montamos acampamento no alto para melhor contemplação do pôr do sol e seu nascer.
No retorno no outro dia seguimos até a clareira e acessamos outro caminho que dá acesso a uma cachoeira maior do Rio Três Barras, cuidado ao descer neste local é de forte inclinação e exige cuidado redobrado com escorregões além de possuir um solo bem instável. Vale muito a pena de exploração deste local que mantém-se belíssimo e mágico como toda a região. Após retorno a Clareira acessamos o outro caminho menos usado que possui uma gruta que pode servir de abrigo para uma barraca em casos de emergência. No retorno descemos pela trilha que costeia o lado do rio para evitar uma parte do trecho conhecido como saboneteira, apesar de ser mais longo e bem lamaçento se torna mais fácil e rápido não tendo que ficar evitando a todo o tempo os escorregões habituais em rocha úmida com limo.
No final do trajeto ainda aproveitamos para tomar mais um banho no Rio Crista.
Neste trekking conhecemos um Monte Crista completamente diferente do habitual.

Trilha realizada com o grupo: Sem Limites!
(Aroldo, Clarice, Dayanne, Edézio, Johnny, Karin, Mendes, Vicente).
A felicidade verdadeira deve ser compartilhada!
Preservemos a beleza natural do mundo.
Ponte
Travessia do Rio Crista: logo no começo, há de se atravessar um rio cuja profundidade varia muito conforme as chuvas na região, sendo muitas vezes impossível realizar a sua travessia.
Janela do vale
Rio
Córrego
Clareira _ Acampamento
Cachoeira
Mirante pedra
Vista vale
Acampamento da janela
Vista guardião
Vista
Vista
Cachoeira
Cachoeira
Vista
Cachoeira
Guardião
Vista
Área de camping.
Ponto de água
Árvore caída
Cachoeira
Abrigo
Rocha
Estacionamento Monte Crista

11 comments

  • Photo of Alexandre Arins

    Alexandre Arins Aug 30, 2016

    Parabéns pelo tracklog e descrição, com certeza o mais completo disponível até o momento.

  • Photo of Johnny S

    Johnny S Aug 30, 2016

    Obrigado. Confesso que andei me inspirando em ti nos tracklog devido ao seu capricho.
    Abraços.

  • Photo of Siart

    Siart Dec 19, 2016

    Excelente Percurso!

  • Photo of gvogetta

    gvogetta Jan 3, 2017

    Excelente descritivo! Belíssima trilha.
    Repito aqui o que já disse alhures, em outras tracklogs sobre a região do Monte Crista:

    Natureza encantadora, montanha mística, rodeada de lendas, história e estórias.

    OBRIGATÓRIO é também levar de volta consigo todo e qualquer resíduo, embalagem ou lixo, INCLUINDO o papel higiênico usado. Sim, isso em muitos parques mundo afora, com frequência intensa de pessoas é obrigatório. (Shit tube).
    MAS, estamos em Pindorama, e aqui tudo pode, devido à mente limitada do povo...
    Infelizmente o Monte Crista e adjacências é um destino frequentado por muita gente que não ostenta essa condição (de gente), muito menos pode-se dizer que são aventureiros. Dizer que seriam porcos seria uma ofensa aos coitados dos animais desta espécie. Não encontrei ainda uma definição adequada, mas tendo a aceitar a dada em uma música do Ultraje a Rigor neste ponto.. Rs!

    Conheço a região há alguns anos e lamentavelmente, mesmo com a cobrança na entrada, que em NADA reverte para a montanha ou a natureza, retiram-se centenas de quilos de lixo das áreas de acampamento e do cume do Crista, todos os anos. Isso porque há trabalho voluntário capitaneado pela AJM e GRM, senão todos que vão lá nadariam em tanto lixo.

  • Photo of Johnny S

    Johnny S Jan 11, 2017

    Obrigado Amigo. Infelizmente muitas trilhas estão virando um banheiro a céu aberto, e lixo muito lixo.
    O cara tem todo o esforço de subir, se considero um campeão, e como um campeão levou uma garrafa cheia até o topo, mas levar algumas gramas da mesma garrafa vazia impossibilita nosso "campeão". Lastimável.

    Por isso sempre digo e tente aumentar essa consciência: NUNCA deixe nenhuma forma de lixo nas trilhas ou montanhas, recolha o lixo que encontrar se for possível.
    Preservemos a beleza natural do mundo.

  • Photo of Alexandre Arins

    Alexandre Arins Jan 17, 2017

    Infelizmente sou obrigado a reiterar o comentário dos colegas acima. Já fiz várias vezes esta belíssima trilha que sempre surpreende pelos belos visuais e esforço exigido (sempre esqueço daquelas escadinhas), e sempre sou surpreendido pela quantidade de lixo que os farofeiros da montanha deixam no topo e arredores. Já ouvi relatos de pessoas que subiram com som e bateria para fazer festas pros lados da Cabeluda.
    Em termos de lixo e sujeira, a única situação pior que verifiquei nos meus anos de trilha é o Pico Paraná. Situação triste e que exige regulamentação e fiscalização urgente.

  • Photo of Alex Pavanello

    Alex Pavanello Jun 29, 2018

    I have followed this trail  verified  View more

    Muito boa

  • Photo of Johnny S

    Johnny S Aug 5, 2018

    Muito Obrigado Alex.
    Esta trilha realmente é Fantástica.
    Abraços e boas trilhas.

  • Photo of lavaiela

    lavaiela Sep 6, 2018

    Por acaso teria o contato do seu Ari?

  • Photo of Johnny S

    Johnny S Sep 7, 2018

    Olá. Não possuo o contato dele. Abraços e boas trilhas.

  • Photo of Aline_votri

    Aline_votri Jun 9, 2019

    Fiz a trilha ontem, dia 08/06/19. Tinha em torno de 60 pessoas acampando. Na descida encontramos um grupo que estavam com uma arma disparando tiros. Já subiram alcoolizados, deixaram sacos de latinhas de cerveja na primeira clareira antes de começar a subida. Não acampamos, fizemos 28km de ida e volta, pois acabamos nos perdendo e pegamos a trilha da cachoeira. Lugares maravilhosos. Falta sinalização na parte de cima, pois assim como a gente se perdeu já houve varios que entraram no mesmo caminho, assim saímos da trilha noite, atravessamos o rio com lanterna do celular.

You can or this trail