Moving time  4 hours 32 minutes

Time  11 hours 42 minutes

Coordinates 2628

Uploaded November 17, 2019

Recorded November 2019

-
-
2,563 f
1,385 f
0
2.4
4.7
9.49 mi

Viewed 79 times, downloaded 7 times

near Rio Grande da Serra, São Paulo (Brazil)

Trilha alternativa da ferradura com pontos adicionais até a cachoeira do Anúbis

Dificuldade Técnica: Difícil
Exposição ao Sol: Moderada (hora é muito, hora é pouco)
Periculosidade: Intermediária (desde escorregões até assaltos)

Trilha com níveis variados, quanto mais em frente você vai, pior fica. Não é pra quem acha que consegue, é pra quem consegue!

Começando pela mesma trilha do Lago de Cristal, temos um caminho inicial de estrada de terra com pequenas pedras e poças (dependendo de como foi a previsão nos dias anteriores). Ao chegar no portão da trilha, o mato começa a fechar um pouco mais, com breves momentos em que o caminho se abre devido às torres de energia que passamos em baixo (o barulho da eletricidade chega até ser estranho). Pouco tempo depois, o mato fecha com mais força, mas nada pesado. A trilha até aqui é considerada leve e fácil.

No momento em que chegamos na passagem do tronco que corta o Rio Vermelho, ao invés de seguir a trilha do outro lado do rio, pegamos o rio no sentido que desce a água. No caminho do rio irá passar por laterais de areia seca/molhada , pedras secas/molhadas, trechos dentro do rio com areia e pedras (desde bem raso até uma altura máxima em alguns pontos de aproximadamente 1m), leves escalaminhadas para corte de caminho pelas laterais do rio, e escalaminhadas leves para contorno de pequenas cachoeiras. No final, irá encontrar a Cachoeira dos Grampos, onde ocorre muita prática de rapel. Cuidado! O trecho no rio e nas trilhas laterais do mesmo são de uso menor comparado às trilhas tradicionais da Cristal e da Fumaça, portanto a quantidade de insetos e animais é bem maior. Essa parte da trilha é considerada leve e de dificuldade moderada.

Quando se chega na Cachoeira dos Grampos, deve virar à esquerda e manter seu caminho sempre a direita a partir daí (cuidado com algumas trilhas picadas à direita, não se deve descer a serra por elas, a idéia é se manter plano até encontrar as outras cachoeiras a frente). Quando for chegando perto das Cachoeiras das Tartaruguinhas e Tartarugas, inicialmente encontrará uma ótima clareira para camping. Em seguida, é só descer o sentido do rio que encontrará a ligação com um outro rio(esse “outro rio” é o da Cachoeira da Fumaça). Essa parte da trilha é considerada de pouco esforço e fácil.

Chegando na Cachoeira da Fumaça é possível ver parte do litoral paulista de lá de cima. A partir do momento que começa a descer, a trilha se torna difícil. O barranco de descida é do lado esquerdo da cachoeira, porém, após a segunda queda, a descida continua do lado direito da cachoeira. Nesse momento em diante a trilha fica bem chata. Muito barro e muitas descidas pesadíssimas. É necessário muito cuidado para não morrer. No mesmo dia, optamos por parar em todas as quedas possíveis da descida da fumaça, então acabamos descendo em alguns pontos bem íngremes e cansativos. Meu amigo estava descendo e não conseguiu se segurar, escorregou igual um tobogã pela descida. Se ele não tivesse agarrado a árvore no final, estaria morto. Então optamos por descer com a corda (essa situação só ocorre quando está muito barreado o caminho, então evite descer após dias de chuva, dê preferência em subir a fumaça nesses dias, mesmo que ela tenha maior altitude).

Após a descida da fumaça, é possível ver já o primeiro lago do Rio da Onça. Para descer, é necessário passar por um buraco entre duas pedras (o ÚNICO caminho).
A descida da garganta é curta, mas por ser muitas pedras e algumas lisas, é gasto em torno de 40min a partir do Portal. Essa parte da trilha é considerada moderada em esforço físico e moderada em relação a própria trilha. Verá que não existe um caminho fixo, a idéia é descer junto com a água, mas sempre terá que avaliar passagens para ver o melhor caminho.

Após chegar na Garganta, é possível vê-la de frente ou de cima. De cima é necessário escalar uma parede de pedra antes de ver a Garganta de frente (foi uma parede leve porque não precisa de corda, mas leve de verdade não é kkk). No dia, usamos cordas para auxiliar os mais cansados, mas é possível (com esforço) subir sem cordas.

Para chegar na Anúbis, deve-se passar uma clareira (à direita) e seguir uma trilha à esquerda (após a subida da garganta, depende por onde você vai, você pode seguir contornando o precipício ou subir um pouco e descer em paz numa outra trilha. Se você seguir pelo precipício, chegará direto na lateral da Garganta e a clareira estará a sua direita mesmo. Caso siga pela outra trilha, cairá direto na clareira). Terá 3 descidas nela. A primeira é bem chata, a segunda não, a terceira já faz parte da pedra da cachoeira e é bem chata. Mas dá para ir sem cordas. Usamos cordas apenas para auxílio (veja as fotos da Cachoeira do Anúbis). Esse trecho da trilha é um dos mais difíceis, mas nada impossível, só demanda bom esforço físico e psicológico kkkk).

Na volta não foi possível adicionar waypoints pois foram muitos adicionados e o aplicativo não permitiu mais. Mas passamos pelo Rio Solvay, vimos a Cachoeira Escondida e também paramos no Lago Cristal (a rota nesse momento ficou confusa por erro do gps).
Para melhor entendimento da subida, entre na minha outra trilha que postei (https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/garganta-do-diabo-paranapiacaba-42090453).

Recomendo:
2L de água (relativo, depende do tempo no dia e se você fuma rsrsrsrsrs)
Lanche leve e bem nutritivo.
Cajado inicialmente e mãos livres posteriormente.
Bota ou tênis que não possui apego (PELO AMOR DE DEUS, NÃO VÁ DESCALÇO E NEM DE CHINELO).
Atenção! (cobras, aranhas e tudo que possa imaginar tem no caminho, não é tão frequente, mas a possibilidade não é pequena).

OBS.: Trilha proibída, sujeito à multa (chance pequena, massssss.....)

EVITE FAZER EM DIAS CHUVOSOS E LEVE O SEU LIXO EMBORA.
Photo

Início

Intersection

Portão de entrada

Information

Corta caminho 1 (?)

Ponto marcado para estudo de corta caminho
Information

Corte (?)

Marcação para estudo
Information

Corte (?)

Marcação para estudo
Information

Torres

Marcação para estudo. (Onde está a volta do corta caminho 1?)
Information

Cortes (?)

Marcação para estudo (Talvez volta do corta caminho 1)
Photo

Foto

Information

Corte (?)

Marcação para estudo. (Possível corta caminho para fumaça)
River

Siga o Rio Vemelho

Ao invés de seguir o caminho do tronco, siga o sentido da água do Rio Vermelho
River

Foto

River

Foto

Waterfall

1ª queda

River

Foto

Waterfall

2ª queda

Waterfall

3ª queda (pequena)

Summit

Cachoeira dos Grampos (de cima)

Local comumente usado para rapel
Waterfall

Cachoeira das Tartaruguinhas

Waterfall

Cachoeira da Tartaruga

Summit

Cachoeira da Fumaça (de cima)

Ao fundo, Cubatão, Santos, o mar e o Morro do Careca
Waterfall

Cachoeira da Fumaça (1ª queda de baixo)

Ao fundo, ainda se vê as cidades litorâneas
Waterfall

Cachoeira da Fumaça (2ª queda de baixo)

Ao fundo, só se vê o Morro do Careca dessa vez.
Lake

Lago para banho

Não é muito fundo, mas dá pro gasto. Ao fundo já é possível ver a descida do Rio Solvay (já considerado Vale da Morte)
Lake

Poço da Fumaça

Ótimo local para banho. Ao fundo, novamente o Rio Solvay
Waterfall

Descida da Cachoeira da Fumaça

Indo pela trilha lateral
Waterfall

quedas escondidas

Ao longo da descida você encontra essas pequenas quedas. Lugar muito bom para pousar, um pouco mais acima havia um lago que não consegui tirar foto, mas parecia ser fundo para nadar. Além disso, é um lugar de acesso mais difícil ao longo da descida, então poucas pessoas ficam nesse local.
Waterfall

Mais quedas ao longo da descida

Waterfall

Encontro do Rio Vermelho

Ao fundo, é possível ver pouco da Cachoeira dos Grampos
Waypoint

Final da longa descida

Nesse momento, é necessário encontrar um buraco entre duas pedras para descer para a garganta.
Lake

Portal

Início do caminho para ir para Garganta do Diabo e início do chamado Rio da Onça. Lago ótimo para banho.
Lake

Mais um lago para banho

Lake

Mais um lago

Waterfall

Mais pequenas quedas

Waterfall

Garganta do Diabo

Vista de frente, caso queira ir até a beirada, deve-se subir o paredão poucos metros antes.
Waypoint

Escalaminhada para a Garganta

Photo

Garganta do Diabo(de cima)

Possui ponto para rapel. Dá para pular na água, mas não é fácil. Caso pule, é necessário de corda para subir.
Photo

Cachoeira do Anúbis

Local maravilhoso, queda maravilhosa, gratidão esplêndida.
Lake

Último lago antes da Garganta

Comments

    You can or this trail