Download

Distance

283.74 mi

Elevation gain

30,476 ft

Technical difficulty

Moderate

Elevation loss

30,889 ft

Max elevation

3,499 ft

Trailrank

49 5

Min elevation

0 ft

Trail type

One Way
  • Photo of Caminho Português do Interior - Track Integral *CPI*
  • Photo of Caminho Português do Interior - Track Integral *CPI*

Time

20 days one hour 42 minutes

Coordinates

4739

Uploaded

July 31, 2018

Recorded

October 2017
  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
Share
-
-
3,499 ft
0 ft
283.74 mi

Viewed 1909 times, downloaded 138 times

near Farminhão, Viseu (Portugal)

Com a publicação deste trilho agregador de todas as 21 etapas que realizei, termino este trabalho sobre o Caminho Português do Interior, um caminho que exorto todos os peregrinos a fazer. Todos os que amem a natureza, o sossego das terras do interior, as tradições e saberes que são uma precioso património imaterial. Não é particularmente fácil, mas estudando atentamente as etapas, cada um seguramente encontrará a solução ideal para si, o ritmo certo para viver este Caminho.
Ultreia!
um abraço,


O CPI

O Caminho Português do Interior é um dos trajectos utilizados pelos peregrinos Portugueses para chegar a Santiago de Compostela. Por ele seguiam os que partiam da zona Centro, em redor de Viseu, e, claro, todos aqueles que viviam no eixo Viseu > Chaves. Também de Coimbra alguns seguiam por esta via, quando queriam evitar o Caminho Central que seguia via Porto > Valença, ou pretendiam juntar-se a outros grupos que partiam do interior.
Os peregrinos da Via da Prata, que segue de Sevilha até Astorga, onde se junta ao grande Caminho Francês, na maior parte das vezes deixavam a via da Prata em Granja de Moreruela onde tomavam a Via Sanabresa; outros saiam antes, em Zamora, entravam em Portugal por Quintanilha e saiam por Vinhais, atingindo depois Verin. Em qualquer caso todos acabavam por se juntar e nomeadamente a partir de Ourense todos seguem o mesmo trajecto até ao Campo de Estrelas - os do Caminho Interior Português e os da Via da Prata.
Foi um dos mais bonitos dos muitos caminhos que já fiz até Santiago, sobretudo na metade portuguesa do percurso. O Outono é mesmo a altura ideal para o fazer, com os dias mais curtos, as temperaturas amenas, os céus calmos. E a paisagem é espectacular, começando logo com os marmeleiros carregados, salpicando de amarelo toda a paisagem em torno de Viseu, o colorido feérico das vinhas que nos acompanha desde Reconcos, próximo de Lamego, até Vila Real, ou a beleza dos castanheiros e carvalhos vestindo-se de tons outonais até Chaves. E a abundância não tem limites: comemos toneladas de marmelos, maçãs, nozes (muitas nozes!), castanhas, amoras (serôdias!), pêras, uvas, medronhos...
.
Aqui ficam os links para os registos de cada uma das etapas:
Etapa 01 15.82 km Farminhão - Fontelo
Etapa 02 17.79 Km Fontelo - Almargem
Etapa 03 24.56 Km Almargem - Ribolhos
Etapa 04 23.90 Km Ribolhos - Aldeia do Codeçal
Etapa 05 21.02 Km Aldeia do Codeçal - Lamego
Etapa 06 21.06 Km Lamego - Santa Marta de Penaguião
Etapa 07 19.68 Km Santa Marta de Penaguião - Vila Real
Etapa 08 27.50 Km Vila Real - Parada de Aguiar
Etapa 09 23.76 Km Parada de Aguiar - Vidago
Etapa 10 18.99 Km Vidago - Chaves
Etapa 11 29.93 Km Chaves - Verín
Etapa 12 21.39 Km Verín - Viladerrei
Etapa 13 24.48 Km Viladerrei - Sandiás
Etapa 14 14.01 Km Sandiás - Allariz
Etapa 15 24.05 Km Allariz - Ourense
Etapa 16 23.98 Km Ourense - Cea
Etapa 17 21.40 Km Cea - Castro Dozón por Oseira
Etapa 18 25.38 Km Castro Dozón - Lalín - A Laxe
Etapa 19 18.04 Km A Laxe - Bandeira
Etapa 20 25.19 Km Bandeira - Pico Sacro - Lestedo
Etapa 21 14.21 Km Lestedo - Santiago de Compostela
.
Mapa geral da Peregrinação:
.
;
.
< - - >
Waypoint

A Laxe

Waypoint

Allariz

Waypoint

Almargem

Waypoint

Bandeira

Waypoint

Castro Dozón

Waypoint

Cea

Waypoint

Chaves

Waypoint

Codeçal

Waypoint

Farminhão

Waypoint

Lamego

Waypoint

Lestedo

Waypoint

Ourense

Waypoint

Parada de Aguiar

Waypoint

Ribolhos

Waypoint

Sandiás

Waypoint

Santa Marta de Penaguião

Waypoint

Santiago de Compostela

Waypoint

Verín

Waypoint

Vidago

Waypoint

Vila Real

Waypoint

Viladerrei

Waypoint

Viseu

17 comments

  • Photo of Sr Ben Gunn

    Sr Ben Gunn Aug 2, 2018

    Bo día, ¿cal é o motivo de empezar o camiño en Farminhao e non empezar en Viseu?

  • Photo of papaleguas

    papaleguas Aug 2, 2018

    Bom dia, na verdade eu pensei até em começar em Coimbra. Mas de Coimbra até Farminhão ainda não havia percurso "oficial" traçado, nem apoios para estadia dos peregrinos. A partir de Farminhão está sinalizado e foram instituídos já há alguns anos apoios. Por isso comecei em Farminhão.

  • Photo of Sr Ben Gunn

    Sr Ben Gunn Aug 2, 2018

    Grazas! Esta vai ser a próxima e imos seguir a túa ruta e as tuas recomendacións... Moi bó traballo...

  • Photo of papaleguas

    papaleguas Aug 2, 2018

    É um prazer, Sr Ben Gunn, Bom Caminho!
    (nota: embora no meu relato eu refira o mau estado do Albergue de Ribolhos, um amigo que passou lá há dois meses encontrou-o já em perfeitas condições!)

  • Photo of S.I.

    S.I. Nov 25, 2019

    Boa tarde
    Um problema no joelho inviabilizou um conjunto de projectos pedonais que esperava concretizar, porem ainda assim podem ser executáveis em bicicleta, a minha questão é se este trajecto será circulável para tal?
    Quando refere o outono como melhor altura fala de Setembro ou Outubro.
    Obrigado

  • Photo of papaleguas

    papaleguas Nov 25, 2019

    Boa tarde, eu fiz cedo, em Setembro / Outubro, atravessei a fronteira (exactamente o meio, em dias, do nosso trajecto) na transição do mês. Quando falo em Outono é porque sendo uma zona de muitas caducifólias, nesta altura do ano, particularmente para finais de Outubro, há muita cor. E há menos calor...
    Para aqueles que estão habituados ao BTT não há problema neste trajecto, enfim, haverá um ou outro local em que será necessário pegar na bicicleta às costas como seja o caso da travessia de poldras, mas em geral será sempre feito pedalando.
    Um abraço,

  • Photo of S.I.

    S.I. Nov 25, 2019

    Boa tarde
    Muito obrigado pelas informações.
    Espero em 2020 poder efectuar este caminho, parabéns pela excelência do trabalho.
    Abraço
    SI

  • Photo of papaleguas

    papaleguas Nov 25, 2019

    Obrigado, Bom Caminho!

  • Photo of Chicozé

    Chicozé Jan 9, 2020

    Grato, vou começar afazer este caminho este mês e vou seguir as suas indicações, obrigado. Ultreia susseia, bom caminho a todos os caminheiros...

  • Photo of papaleguas

    papaleguas Jan 10, 2020

    Obrigado! Bom Caminho e que o tempo esteja bom!

  • Photo of leal fernando

    leal fernando Mar 4, 2020

    Boa noite
    Estou a pensar fazer o CPI em Junho próximo, com inicio em Viseu.
    Apesar de você ter percorrido o caminho em 2017, estará bem sinalizado ou há necessidade de usar GPS?
    E quanto às refeições, há disponibilidade nas localidades onde existem albergues ou alojamento alternativo?
    Etapas de 30/35 km (por vezes 40 se necessário...) são viáveis ou são muito puxadas?
    Irei em período de ferias e pensava fazer em 12-14 dias.
    Obrigado por qualquer conselho que me possa dar... é sempre bem vindo!

  • Photo of papaleguas

    papaleguas Mar 5, 2020

    Boa noite, amigo Fernando,
    Pois em 2017 estava razoavelmente sinalizado. Indo com atenção, poderia ser feito sem gps. Mas existiam zonas menos claras e sei de amigos que foram em 2019 e se queixaram da sinalização... por isso eu diria que levar os tracks no telemóvel poupará stress e demoras em alguns pontos.
    Quanto a refeições não há problema, acaba sempre por encontrar solução. Etapas de 30 ou 40km depende de quem as faz, eu não gosto de fazer distâncias tão longas porque tenho prazer em gozar o caminho, parar, contemplar, fotografar, falar com as pessoas. Neste caso do Caminho Interior devo dizer que há desníveis acumulados apreciáveis em algumas zonas, pelo que o esforço físico necessário para completar 40km num dia, de mochila às costas. É um dos Caminhos de peregrinação exigentes que fiz, claro que nada que se pareça com a dureza dos trilhos de montanha nos Pirenéus.
    Alerto ainda para outro aspecto importante: conheço bem uma boa parte destes territórios no Verão: são muito quentes. E se vai em Junho, no solstício... é duro!
    Um abraço e Bom Caminho!

  • Photo of leal fernando

    leal fernando Mar 5, 2020

    Ola, boa noite.
    Obrigado pela rápida resposta e conselhos.
    Eu tb não sou apologista de grandes etapas mas para fazer em 2 semanas de ferias não vejo outra alternativa.
    Tb gosto de apreciar, parar, fotografar... e não caminhar "a correr".
    Quanto ao calor, eu sei que é época dele... Mas os dias são maiores e dá mais tempo para fazer as etapas.
    Fiz em 2019 o caminho da geira e arrieiros na mesma altura (2ª quinzena de Junho) e fartei-me de apanhar chuva e até algum frio !
    Vamos ver como irá correr.
    Obrigado.
    Abraço
    FLeal

  • Photo of Miguel23Fernandes

    Miguel23Fernandes May 2, 2020

    Boa tarde amigo. Acha possível realizar este caminho de bicicleta ? obrigado

  • Photo of papaleguas

    papaleguas May 2, 2020

    Em BTT eu faria; claro que há secções onde será necessário pegar nela ao ombro, como as travessias de poldras ou uns trechos pelo meio de vinhas em trás-os-montes; mas de um modo geral é ciclável. Abraço,

  • Photo of Miguel23Fernandes

    Miguel23Fernandes May 3, 2020

    Obrigado. Mas para um casal talvez sejam complicados esses trechos ?

  • Photo of papaleguas

    papaleguas May 3, 2020

    Bom, tudo depende do treino e aptidão física dos ciclistas... e até da carga que levam e da forma como a levam (alforges, mochilas, atrelado...). Sobre isso... eu não posso responder! Abraço,

You can or this trail