Time  9 hours 12 minutes

Coordinates 2237

Uploaded July 16, 2019

Recorded July 2019

-
-
590 f
7 f
0
5.5
11
21.87 mi

Viewed 81 times, downloaded 1 times

near Vigo, Galicia (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

O “Caminho Português da Costa” aqui traçado segue principalmente a orla marítima a partir do burgo portuense passando por Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Caminha, La Guarda, Baiona e Vigo antes de se juntar com o Caminho Central em Redondela até Pontevedra. Aqui optamos por seguir a Variante Espiritual passando por Armenteira, Vilanova de Arousa e Pontecesures onde se volta a juntar com Caminho Central até à Catedral de Santiago de Compostela.

7ª ETAPA
VIGO - PONTEVEDRA


A única dificuldade da etapa foi encontrar as indicações do caminho na saída de Vigo. Se não seguirem a trilha pelo GPS, aconselha-se ter em consideração três pontos: 1) na Rua Urzáiz, a principal artéria da cidade, segui-la até o final, Bairro do Calvario; 2) passar pelo mercado Calvario, contar três ruas e virar à esquerda na quarta, na Rua de Toledo; 3) Este canto (Urzáiz-Toledo) é fundamental, porque aqui começam as setas amarelas. Ultrapassada esta dificuldade, a saída de Vigo dá-nos uma agradável surpresa, porque, depois de uma primeira parte urbana, o itinerário percorre a “Senda del Agua”, com florestas e panorâmicas sobre Vigo e o seu estuário. Esta etapa tem outra característica que a diferencia das restantes, ao entrar em Redondela o “nosso” Caminho Português da Costa junta-se com o Caminho Central Português até Pontevedra.

Saímos bem cedo do Kaps Hostel Vigo, hoje teríamos de regressar ao Porto de autocarro, por isso teríamos de estar às 16:45h na estação de autobus de Pontevedra. Seguimos o caminho do dia anterior, maioritariamente pela Avenida Gran Via até alcançar a Rua Urzáis, onde retomamos o “caminho”. Seguimos até à Rua de Toledo, depois Rua de Cantabria, e por último a Rúa da Pouleira, que sobe até a nascente da Pouleira. Aqui começa uma pista pintada no asfalto com uma linha ondulada verde e amarela, que seguimos. A linha sinuosa leva-nos para a esquerda ao longo do Camiño del Poulo. Agora seguimos pela “Senda del Agua” até ao Camiño da Traída de Augas, cuja estrada asfaltada atravessa agora um espaço arborizado. Continuamos pela rua até que o asfalto termina e temos um caminho de terra e de novo a “Senda Del Agua”, que seguimos entre as árvores da floresta ribeirinha, com cantos muito agradáveis e frescos para os dias quentes, embora em dias chuvosos eles possam ficar um pouco encharcados.

Entramos no Camiño da Fenteira, depois de 500 metros, alcançamos o ponto mais alto da etapa, de onde teremos uma vista magnífica sobre o Estreito de Rande, com a sua ponte e a entrada para a baía de San Simón, que aparece em ambos os livros de história (o colapso em 1702 de vários galeões espanhóis carregados de ouro vindos da América) como nas obras de Jules Verne (que aqui estabeleceu um capítulo de seu famoso romance de 20.000 léguas submarinas). Depois de 300 metros, o asfalto termina e seguimos por um caminho de terra sempre sob a sombra das árvores. Passamos pela nascente da Mina do Conde e 400 metros à frente deixamos a “Senda del Agua”, voltamos ao asfalto e começamos a descida, muito pronunciada até ao cruzeiro com uma fonte ao lado, em frente à Igreja de San Andrés, na freguesia de Cedeira. Continuamos o caminho com descida muito pronunciada até encontrar a estrada N-550, a qual seguimos pela direita, na rotunda, seguimos pela esquerda em direção ao centro urbano de Redondela, principal cidade de concelho, com pouco mais de 7.000 habitantes.

Em Redondela, o nosso Caminho Português da Costa funde-se com o Caminho Central Português, através do qual vamos continuar até Pontevedra. Na entrada passamos pelo convento de Vilavella, com uma igreja do século XVI e mais à frente a Casa da Torre (século XVI), antiga casa consistorial e atual Albergue de Peregrinos. Atravessamos Redondela, passamos perto da Igreja de Santiago, do século XVI, com uma torre barroca do século XVIII, que requer um pequeno desvio para à direita para ser visitada. Sempre na mesma direção, chegamos à nacional N-550, que atravessamos para continuar numa rua paralela. Chegamos a Cesantes e seguimos pelo “Camiño Real de Cesantes”. Saímos novamente na N-550, cruzamos a estrada e continuamos subindo por uma rua local até um caminho de terra à esquerda, tornando a subida mais moderada. Assim, atravessamos uma bela parte da serra do Viso, atingindo a altura máxima de 152 metros (Alto da Lomba) antes de iniciar a descida, com vista para o estuário de Vigo. Entramos na N-550 novamente. Seguimos por 600 metros até sairmos à esquerda, na entrada de Arcade (há bares, restaurantes, hotéis ...).

Arcade é uma cidade turística, com cerca de 4.500 habitantes. Tem um produto em destaque, as ostras Arcade. Nascidos nos poços das águas da foz do rio Verdugo, estes moluscos têm uma fama crescente dentro e fora da Galiza. Voltamos a cruzar a N-550 vamos ao longo da Rua Lameiriñas de Arcade, famosa por suas ostras erguidas nos poços na foz do rio Executor.

Daqui seguimos para a ponte medieval de Pontesampaio, no rio Verdugo. Atravessamos a ponte medieval onde, em 1809, as tropas napoleónicas sofreram uma importante derrota na Guerra da Independência, tomamos uma rua ascendente à esquerda. Atravessamos assim a pequena e bonita cidade de Pontesampaio através de ruas estreitas, com várias curvas, entre celeiros e casas rurais. Alcançamos a estrada PO-264 que atravessamos e continuamos por um caminho arborizado. A poucos metros, cruzamos o Rio Ulló por uma ponte pedestres construída recentemente (abaixo dela há vestígios da antiga ponte medieval). Seguimos ao longo de um belo caminho arborizado por muito tempo que foi sendo cruzado aqui e ali por estradas locais até alcançar a Capela de Santa Marta, em Ganderón.

Cerca de 200 metros à frente da Capela de Santa Marta, temos uma bifurcação do “camiño”, em frente é o traçado oficial para entrar em Pontevedra (sempre ao longo da estrada), à esquerda é o caminho “complementário” pela margem do rio Tomeza. É uma boa escolha, ao longo de um caminho maravilhoso a “Senda Fluvial del Rio Tomeza” entre árvores com o rio sempre ao nosso lado e está sinalizada. O caminho "complementário" termina a cerca de 100 metros do Albergue Municipal de Peregrinos de Pontevedra “La Virgen Peregrina”, local de termino desta etapa.

Por agora, e por razões profissionais, esta foi a última etapa para nós, vamos regressar a casa de autocarro, deixando o compromisso de continuar o “caminho” numa próxima oportunidade…

FICHA TÉCNICA DA ETAPA

Inicio: Vigo
Fim: Pontevedra
Percurso: Vigo - Cedeira - Redondela - Arcade - Pontesampaio - Pontevedra
Extensão: 35,2km
Marcha efetiva: 7h11min
Pernoita: Albergue Peregrinos de Pontevedra La Virgen Peregrina

Informação sobre o Albergue de Pontevedra La Virgen Peregrina

Localização: Carretera Otero Pedrayo, s/n - Pontevedra
Horário de Funcionamento: Registo de peregrinos das 13.00h às 22.00h Encerramento das portas 22.00h
Aberto todo o ano, exceto de 22 de dezembro a 7 de janeiro.
Capacidade: 56 Lugares, são estendidos para cerca de 80 no verão
Condições de admissão para pernoitar no albergue: Peregrinos com credencial
Contactos:
Telefones: 0034 986 844 045

Promotores: Hospitaleros Voluntarios de la Asociación de Amigos del Camino de Pontevedra

Instalações:
Receção
Cozinha
Sala refeições
Terraço
Camaratas
Lavandaria
Instalações Sanitárias com chuveiro (M&F)
Lugar fechado para bicicletas

Equipamentos e Acessórios:
Máquina de lavar roupa
Maquina e secar roupa
Aquecimento
Frigorífico
Máquina de água e refrigerante
Máquina de café
Estendal
Pratos, copos, talheres, panelas


AS ETAPAS
CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA (1ªETAPA) SÉ DO PORTO - VILA DO CONDE
CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA (2ªETAPA) VILA DO CONDE - MARINHAS
CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA (3ªETAPA) MARINHAS - VIANA DO CASTELO
CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA (4ªETAPA) VIANA DO CASTELO - CAMINHA
CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA (5ªETAPA) CAMINHA - PORTO MOUGÁS
CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA (6ªETAPA) PORTO MOUGÁS - VIGO
CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA (7ªETAPA) VIGO - PONTEVEDRA


O CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA

Sobre o Caminho Português, tal como para todos os outros, não se pode falar com rigor de um único caminho. O Caminho Português da Costa, que liga o Porto a outros concelhos costeiros, com a alternativa de ligação à Galiza, ultrapassando o rio Minho em La Guardia (frente a Caminha), Goian (através de Vila Nova de Cerveira) ou mesmo Tui (por Valença do Minho) era, segundo alguns historiadores, um dos eixos mais importantes para alcançar a casa do apóstolo em Santiago de Compostela, ganhando a devida importância somente na época moderna, a partir do século XV, sendo utilizado pelas populações costeiras e pelos que desembarcavam nos portos marítimos.

O Caminho Português da Costa é aquele em que a simplicidade das gentes enobrece os lugares históricos e embeleza as paisagens naturais. Cada passo é acompanhado por um suave cheiro a maresia que dá força à mente, colocando à prova o corpo, rumo ao objetivo traçado. Cada dia oferece momentos para serem saboreados e apreciados, onde a imensidão do oceano contrasta com as montanhas que delimitam o Caminho, criando um misto de emoções de suster a respiração. As gentes do mar, com a sua autenticidade, tratam o caminheiro de forma afável e orgulhosa, sem se escusarem a apoiarem cada peregrino na sua missão de alcançar o próximo marco. O Caminho da Costa tem uma espiritualidade própria, vivida de forma única por cada peregrino, o que torna cada viagem, através da natureza em estado puro, numa caminhada que tem tanto de serena como de emocionante. As montanhas de uma beleza singular cruzam os vales que refletem o brilho dos rios e riachos, refrescando assim as passadas de quem por ali passa e renasce. Após cada curva, um novo cenário idílico acompanhado pelo mar. É que só neste caminho é que se pode apreciar a relação entre as tranquilas praias e as fortes ondas do Atlântico. A aragem do mar, com o seu característico cheiro a sargaço a secar nos areais, que o mar traz e leva, compõe um quadro perfeito. Ao longo do caminho, assistimos, através destas paisagens, à personificação de muitos momentos da vida que levam o pensamento a encontrar um sentido. Pelos centros históricos escutam-se estórias sobre os que passaram, partilhadas pelas gentes que recebem. A admiração e sedução por cada momento ficam guardadas, apelando a um regresso, rápido, por este Caminho. Este é o trilho para quem procura novas sensações, que ultrapassam o corpo e aclaram a mente, através de uma viagem em que o espiritual se completa com o interesse cultural e paisagens de tirar o fôlego.

Descobre o teu Caminho...

Fonte: http://www.visitporto.travel/Lists/ISSUUDocumentos/CaminhosSantiago_CaminhoDaCosta.pdf



Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes

Comments

    You can or this trail